VOVÓ CICI RECEBE TÍTULO DE CIDADÃ SOTEROPOLITANA


Foto: Divulgação

A Egbomi do Terreiro Ilê Axé Opô Aganju, Nancy de Souza e Silva, de 81 anos, recebeu na noite da terça-feira (22) a mais alta honraria da Câmara Municipal de Salvador, que é o Título de Cidadã de Salvador. A cerimônia aconteceu no Plenário Cosme de Farias. Iniciada para Oxalá em 18 de janeiro de 1872, e Apetebi do culto de Ifá, Vovó Cici, como é carinhosamente conhecida, é natural do Rio de Janeiro.


A iniciativa é do vereador Sílvio Humberto (PSB) que, como presidente da Comissão de Cultura, destacou “a trajetória como contadora de histórias dos orixás e da Bahia ao longo da sua vida enquanto mulher de axé”.


“Esta homenagem é um reconhecimento a esta mulher negra que é um verdadeiro patrimônio cultural afro brasileiro, tendo dedicado parte da sua existência a compartilhar os saberes com o povo soteropolitano”, disse o parlamentar.

Nancy Silva é uma mulher letrada em cultura afrodiaspórica, reconhecida também, como herbolária, ou seja, conhecedora das propriedades medicinais das plantas e da magia dos cantos que despertam as propriedades das folhas.


“É uma mestra que difunde as narrativas que leu, ouviu, aprendeu e vivenciou com nomes como Pierre Verger, Carybé, Jorge Amado, Mestre Caiçara, Mãe Senhora, Pai Balbino, Mãe Olga do Alaketu, Joãozinho da Goméia, dentre outras pessoas das artes e sabedores ancestrais”, disse o parlamentar.

Vovó Ceci foi assistente direta do fotógrafo, etnólogo, antropólogo e babalawo Pierre Fatumbi Verger e até hoje trabalha no Espaço Cultural da Fundação Pierre Verger como pesquisadora e contadora de histórias. Atua também como escritora e junto a Marlene da Costa e Josmara Fregoneze é autora do livro “Cozinhando Histórias: Receitas, Histórias e Mitos de pratos afro-brasileiros”.


Fonte: https://www.ibahia.com/salvador/detalhe/noticia/vovo-cici-recebe-titulo-de-cidada-soteropolitana/

4 visualizações0 comentário