top of page
site-sma.png

PREFEITURA E OSID ANUNCIAM PROGRAMAÇÃO DA FESTA DE SANTA DULCE


Fotos: Divulgação


A Prefeitura de Salvador e as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) anunciaram nesta sexta-feira (26) a programação da Festa de Santa Dulce dos Pobres, que será realizada ao longo do mês dedicado à religiosa, em agosto.


As atividades serão realizadas entre os dias 1º e 13 de agosto, quando é celebrado o Dia de Santa Dulce dos Pobres, e incluem apresentação diária de peças teatrais, exibição de filme da primeira santa brasileira, procissão, atrações musicais e quermesse.

A apresentação da programação foi feita pelo prefeito Bruno Reis e pela superintendente da Osid, Maria Rita Pontes – sobrinha de Irmã Dulce -, com a participação da vice-prefeita e secretária da Saúde, Ana Paula Matos, do presidente da Saltur, Isaac Edington, além de outros integrantes da gestão municipal e da instituição fundada pela freira baiana em 1959.


Antes da coletiva de imprensa, realizada na sede da Osid, no bairro de Roma, eles participaram de uma missa no Santuário Santa Dulce. A celebração integra as homenagens pelo aniversário natalício de Irmã Dulce.


A data marca ainda o aniversário de fundação da instituição do Anjo Bom do Brasil, já que em 26 de maio de 1959, Santa Dulce fundou oficialmente a Osid – entidade que abriga hoje um dos maiores complexos de Saúde do país com atendimento 100% gratuito, além de acolher mais de 3 milhões de pessoas por ano.

Durante seu discurso, o prefeito destacou a relevância da religiosa e a necessidade de apresentar sua obra a baianos e turistas.


“O mês de agosto foi escolhido para celebrar Santa Dulce e, em parceria com a Osid, a Prefeitura vai realizar uma série de atividades para celebrar essa data, enaltecendo estas obras, buscando atrair pessoas da Bahia, do Brasil e até do mundo, para que possam vir à nossa cidade celebrar a primeiramente brasileira. Assim, estimulamos cada vez mais o turismo religioso, que é mais um vetor dentro da área econômica na estratégia, buscando gerar emprego e renda para nossa população”, salientou.

O “Mês de Santa Dulce” será aberto no dia 1º com uma missa para colaboradores, pela manhã, e com uma abertura oficial para autoridades e convidados, à noite. O santuário terá três celebrações durante todos os dias. Além de celebrar a Santa, possibilitando que os fiéis possam expressar sua devoção, a programação visa potencializar o turismo religioso em Salvador, atraindo visitantes que desejam conhecer mais sobre a história de Irmã Dulce e sua obra social.


O turismo religioso visa contribuir para a valorização da cultura e das tradições locais, a preservação do patrimônio histórico e a geração de emprego e renda para a população. Deste modo, a proposta é que o Mês de Santa Dulce seja um período de peregrinação, envolvendo atividades religiosas e de entretenimento relacionadas à fé católica.

Gestora das obras sociais e sobrinha da religiosa, Maria Rita destaca que a partir de agora, com o anúncio, Santa Dulce passa a ter uma celebração à altura de sua magnitude.


“Era um sonho antigo nosso que agora vamos realizar, com o apoio da Prefeitura. E logo no dia do aniversário dela, que não gostava de presentes, mas sempre pedia para que as pessoas doassem para os mais pobres. Tenho certeza de que será muito especial”, afirma.

O diretor de Turismo de Salvador, Gegê Magalhães, ressaltou que a iniciativa vai vai impulsionar ainda mais o turismo religioso na cidade, gerando emprego e renda para os cidadãos.


“Hoje vivemos um grande momento em relação ao turismo religioso de Salvador, com o lançamento do mês de Santa Dulce dos Pobres, a primeira santa brasileira. Salvador respira religião, com suas 372 igrejas, e tenho a convicção que, com essa importante programação, peregrinos do Brasil e de todo o mundo virão venerar a Santa Dulce dos Pobres”, disse.

Foto: Valter Pontes./ Secom

Calendário – O “esquenta” para a celebração ao Mês de Santa Dulce terá início no dia 17 de julho, com a abertura do calendário oficial de programação.


Haverá apresentações diárias de peças teatrais e a exibição do filme de Santa Dulce.

No dia 4 de agosto, acontecerá a Procissão dos Arcos, que sairá do Bonfim até o Santuário. Nos dias 4 e 6, o público poderá acompanhar apresentações musicais em um palco que será montado no Largo de Roma. As atrações serão divulgadas em breve. No dia 5, uma carreata sairá do Centro de Convenções de Salvador, em peregrinação com a imagem da Santa, em direção ao Santuário, onde será realizada uma missa. No dia 6, acontece a “Procissão da Memória”, que sairá do Santuário até a Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia.


No dia 13, será realizada uma missa campal no Largo de Roma e uma procissão luminosa. Haverá ainda um show de encerramento das atividades, no palco montado no Largo de Roma. Ao longo do período, também estão previstas apresentações de corais e orquestras. Também haverá a implantação de uma tenda para os peregrinos onde poderão ter estrutura de banheiro, alimentação e descanso.


Além disso, os fiéis ainda poderão aproveitar a quermesse, que vai reunir a comunidade em torno de atividades lúdicas e culturais, além de oferecer momentos de reflexão e devoção.


Nessa atividade, o público terá à disposição barracas com comidas típicas e artesanato com produtos Santa Dulce, em parceria com a Associação de Moradores e o Território Santo.

A Trezena de Santa Dulce ainda terá um forte apelo social, com diversas atividades voltadas para a solidariedade. Entre elas estão ações de doação de sangue, campanhas de doação de roupas e agasalhos, distribuição de kits de higiene pessoal, oficinas de capacitação e ações de apoio aos idosos.


Ao longo do mês, o planejamento é que a imagem de Santa Dulce circule pelos pontos turísticos de Salvador, sempre com a presença de frades Franciscanos. Entre os locais sugeridos estão Farol da Barra, Praça Municipal, Cruzeiro de São Francisco, Paróquia de Sant’ana, Largo da Mariquita, Santo Antônio Além do Carmo, Capelinha, Alagados e Liberdade.

Turismo religioso – O prefeito Bruno Reis destacou as ações realizadas pela gestão municipal nos últimos anos para impulsionar o turismo religioso na capital baiana. Dentre as medidas estão a requalificação completa do Caminho da Fé, que compreende o trajeto entre o Santuário de Santa Dulce e a Basílica do Bonfim. Além disso, houve a reurbanização da Avenida Dendezeiros. Ainda estão sendo realizadas obras de requalificação no entorno da Igreja dos Alagados.


“Esta região é considerada um território santo, porque teve aqui a presença de três santos: a nossa Santa Dulce, São João Paulo II e Santa Teresa de Calcutá, que peregrinou aqui e levou suas mensagens de fé, otimismo e esperança. Vamos requalificar toda a praça da Santa Dulce para entregar no período de agosto. Enfim, fizemos uma série de intervenções e obras para contribuir com o estímulo ao turismo religioso”, frisou.

Além disso, a Prefeitura desenvolve uma série de ações para estimular o turismo religioso.


A cidade conta com mais de 370 igrejas e tem diversos roteiros para os visitantes religiosos que buscam eventos ou templos. Mais informações sobre roteiros e atrações podem ser acessadas no site www.salvadordabahia.com.

Em parceria com a Pastoral do Turismo (Pastur) da Arquidiocese de Salvador, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), lançou também a Websérie Caminhos de Fé, que traz roteiros imersivos que vivenciam igrejas, santuários, museus e templos católicos na capital baiana. Os filmes trazem uma linguagem poética e atual, despertando a vontade tanto de devotos quanto curiosos, de conhecerem os lugares apresentados. Estão na websérie quase 30 destinos, todos com descrição de localização, uma forma de estimular a visitação dos locais.

Comentarios


bottom of page