MOVIMENTO ONDA DE PLÁSTICO VAI TRANSFORMAR LIXO EM OBRAS DE ARTE


Foto: Romildo de Jesus

Há 25 anos o ambientalista e artista plástico André Fernandes vem transformando o lixo em arte. Seu trabalho, além de belo, ajuda a preservar o planeta. Duas vezes ao ano: Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho) e outra no dia Mundial de Limpeza dos Mares, Rios e Lagoas (21 de setembro) ele promove uma ação para promover a remoção de lixo oceânico.


O próximo evento será realizado no domingo, 18 de setembro, às 9 horas na praia de Amaralina, em Salvador.

O Movimento Onda de Plástico surgiu diante da enorme quantidade de lixos plásticos jogados e encontrados nos oceanos. Durante este evento, que será realizado em setembro, os resíduos retirados do mar serão utilizados para a criação de uma grande onda de plástico, que deverá ficar exposta na península de Maraú ou na Ilha de Itaparica.


“Como ambientalista, me vi tocado com a quantidade absurda de lixos plásticos encontrados em oceanos. Então criei esse movimento, que consiste em recolher todo o material sólido das praias para ser transformado em uma obra de arte , que posteriormente é colocada em algum ponto da cidade".

O artista do Nordeste de Amaralina ficou conhecido por trabalhos, como a Bandeira do Brasil feita com 100 mil tampinhas, que ficou exposta na Arena Fonte Nova durante a Copa do Mundo 2014 e o Bandeirão Olímpico, um imenso painel com as bandeiras dos 205 países que participaram dos Jogos Olímpicos de 2016, que reuniu 300 mil tampinhas.


André Fernandes tem obras espalhadas por toda a cidade, sendo 46 somente entre os bairros do Rio Vermelho, Amaralina e Horto Florestal.


“Posso destacar no Rio Vermelho a homenagem a baiana do Acarajé Cira e a Sereia, em Amaralina a Guitarra em homenagem a Armandinho”. O artista recorda também que no ano passado, foi confeccionado um cavalo marinho. Neste ano, a Onda de Plástico terá aproximadamente 300kg, entre 4m e 5m de comprimento, e 3,5m de altura”.


Foto: Romildo de Jesus

Nesses 25 anos de atuação, André estima que já recolheu entre 14 e 15 milhões de tampinhas de garrafa pet, além de cerca de cinco toneladas de lixo plástico das praias. Segundo ele, o principal objetivo dessas ações é passar uma mensagem de consciência ecológica.


Para esta ação do dia 18 de setembro, André contará também com a presença do biólogo e professor Ramon Duran, além de participantes do projeto Praia Linda é Praia Limpa, idealizado por ele e pela produtora cultural Luzia Moraes.

Porém o artista destaca que qualquer pessoa com o desejo de ajudar pode participar. No dia da ação, que também terá participação do grupo Amaralimpa, o ponto de encontro será ao lado do Quartel de Amaralina.


"Nosso objetivo é mobilizar a maior quantidade de pessoas possível, quanto mais gente melhor, para passarmos essa mensagem de consciência ecológica".

Fonte: https://www.trbn.com.br/materia/I66370/movimento-onda-de-plastico-vai-transformar-lixo-em-obras-de-arte



1 visualização0 comentário