MARIA RITA PONTES LANÇA LIVRO SOBRE SANTA DULCE DOS POBRES


Foto: Divulgação

Como parte das homenagens em memória dos 30 anos do falecimento do Anjo Bom do Brasil, as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) promovem em Salvador o lançamento do livro Irmã Dulce dos Pobres – Uma Santa do nosso tempo, da jornalista Maria Rita Pontes, superintendente da instituição e sobrinha da religiosa baiana que se tornou a primeira santa brasileira.


Revisada e atualizada, a obra será apresentada ao público na próxima terça-feira (12), das 16h às 19h30, no Memorial Irmã Dulce (MID) - localizado ao lado da sede da OSID (Avenida Dendezeiros do Bonfim). Com uma tiragem de 10 mil exemplares, o livro foi patrocinado pela própria autora, com a ajuda de um doador anônimo, e terá 100% das vendas revertidas para as Obras Sociais da Santa Dulce dos Pobres. Ao preço de R$ 60, o título estará disponível, logo após o lançamento, na Loja Irmã Dulce, que funciona ao lado do MID, e na loja virtual da entidade, no endereço: loja.irmadulce.org.br.


“É muito bom poder oferecer este presente às Obras Sociais Irmã Dulce nesses 30 anos, em especial, no atual e delicado momento que vive a instituição. A OSID precisa, mais do que nunca, da ajuda de todos para continuar atendendo a população, principalmente o pobre, o doente, o mais necessitado. Como Santa Dulce dizia: 'Quando cada um faz um pouco, o pouco de muitos se soma'. Cada pessoa que adquirir este livro contribuirá para este objetivo maior, que é a continuidade do legado dela”, ressalta Maria Rita, numa referência à grave crise financeira que a OSID enfrenta hoje.

Com um déficit operacional de R$ 24 milhões, valor que ainda pode ser acrescido em R$ 20 milhões até o final de 2022 – resultando em um déficit acumulado de R$ 44 milhões, a entidade lançou um pedido de ajuda a toda sociedade para continuar atendendo a população baiana.


Em sua 18ª edição, o livro Irmã Dulce dos Pobres – Uma Santa do nosso tempo localiza sua atualização no recorte de tempo das últimas três décadas, desde a morte de Irmã Dulce, passando por marcos importantes de sua trajetória, como a Beatificação e a Canonização, até a pandemia com seus contornos dramáticos em uma obra filantrópica.


Apresentando um amplo panorama das Obras Sociais e da vida de sua fundadora, Maria Rita Pontes inclui novos capítulos e personagens na narrativa, além de imagens fotográficas antigas, que passaram por modernos recursos tecnológicos de restauração, como a colorização. Prefaciado pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Sergio da Rocha, o livro conta ainda com texto de quarta de capa do jornalista Gerson Camarotti.

Ao revisitar o livro escrito em 1983, quando era a jornalista ainda recém-formada imbuída do propósito de divulgar as Obras Sociais fundadas e geridas por sua tia, a missionária Irmã Dulce, Maria Rita pôde rever a narrativa de outra perspectiva e dela se apropriar com muita fluidez:


“O fato de eu estar aqui no dia a dia me deu uma outra visão de fatos vivenciados no passado. Assim, pude escrever com mais propriedade, conhecimento e sentimento, enfim, com mais pertencimento", reflete.

SERVIÇO

Lançamento do livro Irmã Dulce dos Pobres – Uma Santa do nosso tempo

Quando: terça-feira (12 de abril), das 16h às 19h3

Onde: Memorial Irmã Dulce (Av. Dendezeiros do Bonfim, 161, Bonfim)



2 visualizações0 comentário