FUNDADORA DO ILÊ AXÉ OPÔ AFONJÁ GANHA BIOGRAFIA COM PATROCÍNIO DA ASSEMBLEIA


Foto: Iphan

Uma comissão formada pela assessoria parlamentar do deputado estadual Jacó (PT) esteve esta semana na sede do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, em São Gonçalo do Retiro (Cabula), para fazer a entrega simbólica do livro “Eugênia Anna dos Santos: diletíssima filha de Xangô”, do professor e escritor Marcos Santana. A sucessora de Mãe Stella na casa, Ana de Xangô, agradeceu o patrocínio do mandato na impressão da obra, primeiro volume de uma trilogia.


Estavam presentes na visita, que incluiu um tour pela comunidade e Escola Municipal Eugênia Anna dos Santos, o chefe de gabinete e diretor da Escola de Formação Política Luiza Mahin, Ivan Alex; o vice-presidente do PT-BA e coordenador nacional do Setorial Inter-religioso do PT, o professor Gutierres Barbosa; o filósofo e ativista do MNU Raimundo Bujão; Jeane dos Anjos, da Executiva do PT-BA e também Escola Luiza Mahin; a professora da Ufba Renata Rossi e o ativista LGBT Rafael Pedral.


“Este livro é inteiramente dedicado ao registro dos 150 anos de nascimento deste ser do passado que continua atuando no presente. Uma prova inconteste dessa verdade é o Ilê Axé Opô Afonjá, como obra religiosa e cultural”, diz o autor e ogã da casa, Marcos Santana.

Foi Eugênia Anna dos Santos (ou Mãe Aninha) quem fundou o Ilê Axé Opô Afonjá, referência cultural e religiosa, espaço de resistência frequentado por nomes como Jorge Amado, o pintor Carybé e o fotógrafo Pierre Verger. O livro entregue à ialorixá Ana de Xangô conta a trajetória da mulher vocacionada, nascida em 1869 e falecida em 1938, quatro anos após a promulgação do decreto que pôs fim à proibição aos cultos afro-brasileiros.


Segundo Marcos Santana, o primeiro produto da trilogia que envolve ainda um livro de poesias e outro de imagens traz uma história para ser ressignificada.


“A gente contextualiza a capacidade de empoderamento e superação das dificuldades e o legado que Mãe Aninha deixou”.

Instituições culturais e educacionais que tenham interesse em adquirir a obra devem entrar em contato com a Assembleia Legislativa da Bahia pelo telefone 3115-5279.

3 visualizações0 comentário