FESTIVAL UNE CULTURA POPULAR DE SALVADOR E DO RECÔNCAVO NO CENTRO HISTÓRICO


Bandá Didá participa da Festival de Cultura Popular — Foto: Divulgação/IACM

A partir desta sexta-feira (25), o Centro Histórico de Salvador será palco do Festival de Cultura Popular, evento gratuito que reúne toda a riqueza das manifestações culturais, do artesanato e da comida da capital e do Recôncavo Baiano. Até o domingo (27), o público poderá conferir 22 atrações artísticas de Salvador, Santo Amaro, Acupe, Maragogipe, São Félix, São Bartolomeu, Saubara, São Brás e Maracangalha.


Durante esse período, será realizada uma edição especial da Feira da Sé, reunindo 45 expositores que colocarão à venda um mix de produtos de artesanato das regiões participantes do projeto. Peças da ceramista Dona Cadu, máscaras produzidas em Maragojipinho, imagens sacras em cerâmica, são alguns dos produtos que poderão ser adquiridos pelo público.

A gastronomia também marca presença com a participação dos restaurantes e bares do Centro Histórico, através do Caminho da Comida Afetiva do Recôncavo. Já a programação musical está recheada de nomes como a os grupos Didá, Filhos de Gandhy e Pierrot de Plataforma, além da quadrilha Asa Branca, dos sambas Chula de São Brás, de Maragogó, de Maracangalha e de Dona Nicinha, dentre outras manifestações.


Impacto – O Festival de Cultura Popular reunirá mais de 500 profissionais entre artistas, expositores e técnicos. A realização do evento, além de valorizar o protagonismo das manifestações culturais baianas, também impacta economicamente nos grupos artísticos, expositores da Feira da Sé, estabelecimentos comerciais e comunidade da região.


A iniciativa também contribui para o fortalecimento e manutenção da prática dos agentes culturais e suas expressões, amplia o alcance para outras regiões e promove a integração dos municípios com a capital, oferecendo ao visitante um rico conteúdo cultural.

O Festival de Cultura Popular é uma realização do Instituto ACM – Ação, Cidadania e Memória, com apoio institucional da Prefeitura de Salvador e produção da Canjerê Produções, apoio da Acelen, Rede Bahia, Correio e Ache – Associação dos Empreendedores do Centro Histórico.


Programação


Dia 25 (sexta-feira)


10h – Abertura – Cortejo com a Banda Didá – saindo do Largo do Cruzeiro do São Francisco e percorrendo as ruas do Pelourinho

10h – Abertura – Feira da Sé – Largo do Cruzeiro do São Francisco

11h – Caminho da Comida Afetiva do Recôncavo – roteiro gastronômico dos bares e restaurantes que estarão abertos a partir deste horário

16h – Cortejo com os Filhos de Gandhy – 16h – saindo do Largo do Cruzeiro do São Francisco e recebendo na Igreja do Rosário dos Pretos os membros da Irmandade, as senhoras da Irmandade da Boa Morte e as Baianas de Acarajé. Logo em seguida será realizada a missa solene presidida pelo padre Lázaro Muniz. Após a missa todos seguem em cortejo para o Cruzeiro do São Francisco, entoando o Hino ao Senhor do Bonfim


Dia 26 (sábado)


10h – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com o Pierrot de Plataforma, de Salvador

10h – Abertura – Feira da Sé – Largo do Cruzeiro do São Francisco

10h30 – Apresentação de Maculelê e Puxada de Rede de Santo Amaro, no palco do Cruzeiro do São Francisco

11h – Caminho da Comida Afetiva do Recôncavo – roteiro gastronômico dos bares e restaurantes que estarão abertos a partir deste horário

11h30 – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com o Lindro Amor, de Santo Amaro

12h – Apresentação do Samba Filhos de Cadú, de São Félix, no palco do Cruzeiro do São Francisco

14h – Roda de capoeira com a Associação de Capoeira Mestre Bimba, no Largo do Cruzeiro do São Francisco

15h – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com o Nego Fugido, de Acupe, Santo Amaro.

15h30 – Apresentação do Samba Chula de São Brás, de Santo Amaro, no palco do Cruzeiro do São Francisco

16h30 – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com o Caretas do Acupe, Santo Amaro.

17h – Apresentação do Samba de Roda João do Boi, de Santo Amaro, no palco do Cruzeiro do São Francisco

18h – Show de Roberto Mendes, no palco do Cruzeiro do São Francisco


Dia 27 (domingo)


10h – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com Mascarados de Maragogipe

10h30 – Apresentação do Samba de Maragogó, no palco do Cruzeiro do São Francisco

11h – Caminho da Comida Afetiva do Recôncavo – roteiro gastronômico dos bares e restaurantes que estarão abertos a partir deste horário

11h30 – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com o Bumba Meu Boi e a Burrinha de São Bartolomeu

12h – Apresentação do Samba de Maracangalha, no palco do Cruzeiro do São Francisco

14h – Roda de capoeira com a Associação de Capoeira Mestre Bimba – Largo do Cruzeiro do São Francisco

15h – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com a Charanga de São Félix

15h30 – Apresentação da quadrilha Forró Asa Branca, no palco do Cruzeiro do São Francisco

16h30 – Cortejo pelas ruas do Pelourinho com a Chegança de Saubara.

17h – Apresentação do Samba de Dona Nicinha, no palco do Cruzeiro do São Francisco

Encerramento do Festival de Cultura Popular.

0 visualização0 comentário