ESTUDANTE BAIANA É INDICADA AO PRÊMIO JABUTI POR PROJETO DE INCENTIVO À LEITURA


Fotos: Divulgação

A estudante baiana Clara Beatriz Maciel Nunes Dourado, 14 anos, foi indicada nesta terça-feira (25) ao Prêmio Jabuti, na categoria Inovação - Incentivo à Leitura, com o projeto Casinha de Livros, que criou aos 9 anos. Esta foi segunda indicação da jovem, que já havia sido finalista em 2021.


Natural de Irecê, no interior do estado, a jovem está comemorando quatro anos da iniciativa, que consiste em estimular o compartilhamento de livros.


“Foi um presente ser escolhida finalista, pois o Casinha de Livros fez aniversário dia 20. Fiquei muito feliz e honrada pois meu projeto foi iniciado numa cidade pequena do sertão baiano”, disse em entrevista ao portal Alô Alô Bahia.

Além do reconhecimento do Prêmio Jabuti, Clara também se prepara para ser uma das pessoas mais jovens a receber a Comenda 2 de Julho agora em novembro.


A ideia das minibibliotecas surgiu quando a estudante estava de férias em Salvador, em 2017, e avistou um espaço de troca e coletas em um shopping. Com o apoio da mãe, Maria José Maciel, decidiu construir uma casinha de madeira igual à que viu e fincá-la na praça vizinha a sua casa, em Irecê, para que os moradores pudessem ler e compartilhar livros.

Em quatro anos foram instaladas 21 casinhas – inclusive uma é na Ilha do Marajó, no Pará, e outra na comunidade quilombola de Lagoa das Batas, em Ibititá, na Bahia - e disponibilizados cerca de 12 mil títulos, todos de graça, com o comprometimento da devolução por parte do leitor.


A primeira Casinha fica na Praça Chico Mendes, em Irecê, e foi custeada com dinheiro dos pais de Clara e livros da biblioteca particular da menina, além de doações de amigos e familiares. Hoje, só de livros catalogados nas casinhas da região de Irecê já são 7.089.



“Outros milhares são colocados diretamente nos espaços circulam sem ‘controle’”, explica Clara.

Segundo ela, todo livro literário é aceito, exceto didático e técnico muito defasado. As doações são feitas diretamente nas casinhas ou via Correios nos endereços Rua Belo Horizonte, 137, Bairro Fórum, Irecê, Bahia, CEP 44.900-009 e Francisco Gomes de Sá, 315, bairro Araujão, CEP 63260-000, Brejo Santo, Ceará, aos cuidados de Silvana.


“Em Salvador temos um ponto de coleta através do perfil de Luiza Meireles @luizam3. É só entrar em contato e ela recolhe na casa da pessoa”, explica Clara, que tem como meta expandir o projeto pelo país.


Fonte: https://aloalobahia.com/notas/estudante-baiana-e-indicada-ao-premio-jabuti-por-projeto-de-incentivo-a-leitura

4 visualizações0 comentário