ESPETÁCULO REFLETE SOBRE O UNIVERSO DAS VIVÊNCIAS DAS MULHERES NEGRAS


Foto: Divulgação

“Marias[s] de Quê?” é o nome do espetáculo com texto, direção e atuação de Carine Narciso, que será transmitido no canal da artista no YouTube no próximo dia 19, a partir das 19h. Antes disso, na quinta-feira (17), acontece a live “Maria de Todas”, uma conversa sobre o espetáculo, às 19h, no Instagram @carinenarciso.

O monólogo“Maria[s] de Quê?” condensa teatro, música e poesia. Trata-se de uma obra que permite adentrar o universo das vivências de mulheres negras a partir da imersão nos questionamentos e reflexões de Maria, que traz em si tantas outras... Nas falas de Maria vê-se o cotidiano narrado historicamente sobre essas mulheres e sentido através da escrita musical e poética de Carine Narciso, uma mulher preta, sapatão, periférica.

Com duração de 15 minutos, o espetáculo permite questionar o racismo, o sexismo e a exclusão social historicamente construídos e que tanto afetam as trajetórias de mulheres negras periféricas. “Maria[s] de Quê?” traz uma narrativa que encena uma transição entre o passado e o presente, reafirmando o poder da ancestralidade na construção da identidade de mulheres negras.

A live conversa sobre o espetáculo reúne, além da dramaturga Carine Narciso, as historiadoras negras Aline Najara da Silva Gonçalves, Nana Luanda Martins Alves e Ana Cláudia Gonçalves. Juntas elas vão mergulhar em trajetórias que desaguam em tantas e tantas Marias... num entrelace entre a contextualização histórica e o processo de criação da obra.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura (Prêmio Cultura na Palma da Mão/PABB) via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Prêmio Cultura na Palma da Mão – A convocatória foi elaborada para a execução dos recursos remanescentes da LeiAldir Blanc, redirecionados pela Secretaria Especial da Cultura do Ministériodo Turismo, Governo Federal. É voltado para iniciativas culturais dascategorias Difusão Artística; Culturas Periféricas; Culturas Rurais; Memória e Tradições; Cultura LGBTQIA+, que devem utilizar as redes sociais ou plataformasde streaming para realização das propostas.

1 visualização0 comentário