top of page
site-sma.png

DOCUMENTÁRIO MOSTRA BASTIDORES DO FESTIVAL QUE CELEBROU A LÍNGUA PORTUGUESA EM SALVADOR


Fotos: Divulgação


O Festival Viva a Língua uniu artistas nacionais e internacionais, da música, literatura e gastronomia em Salvador e agora compartilha essa história em um documentário.


Ver o vencedor do The Voice Portugal a mergulhar na praia do Porto da Barra ou a tentar pescar, entrar no ensaio de um show inédito que, no Pelourinho, juntou em palco sete artistas de três continentes ou visitar a Feira de São Joaquim com uma chef baiana e um chef português. Tudo isso será possível no “Viva a Língua – o documentário”.


O filme mostra o que foi, muito para além do que foi visto, o “Viva a Língua – Festival da Língua Portuguesa”, que aconteceu ao longo do ano de 2022 em Salvador.

Entre Maio e Novembro do ano passado, o festival reuniu nomes como Alejandro Garcia Schnetzer, José Luís Peixoto, Paulo Matomina a referências da cultura baiana e brasileira como Itamar Vieira Junior, Lazzo Matumbi, Melly, Magary Lord, Jacqueline Bispo, Sued Nunes e a Banda Didá em uma grande festa na qual a grande homenageada foi a língua portuguesa, como conta o cantor Luís Trigacheiro,


“Foi bonito ver que minha música pode ser apresentada para outra cultura e também conhecer mais da música brasileira que é riquíssima e ainda conhecemos pouco em Portugal”.

Já aqui do nosso lado pudemos também conhecer os outros sotaques e sonoridades que nossa língua abriga, para Lazzo: “a língua portuguesa se diferencia pela sua musicalidade, podemos observar como ela é ondulante, dançante mesmo”.


Em vários momentos do ano, a primeira capital do maior país de Língua Portuguesa do Mundo celebrou a língua que une mais de 260 milhões de falantes.



Foram sete artistas de três continentes em palco, no Pelourinho, uma mostra de culinária internacional no Senac e uma roda de conversa no Teatro do Sesc, uma exposição na Casa do Rio Vermelho com fotos inéditas, da autoria do fotojornalista brasileiro Xando Pereira, da visita de José Saramago a Salvador, em 1996 e o lançamento no Brasil do livro que celebra o centenário do único Prémio Nobel da língua Portuguesa, “Saramago: os seus nomes”.


O Festival da Língua Portuguesa juntou milhares de pessoas no Centro Histórico e proporcionou momentos únicos, ao público e aos próprios artistas. Já o documentário traz os bastidores, entrevistas exclusivas, os ensaios, Salvador vista pelos olhos desses ilustres visitantes.

O lançamento oficial acontecerá no dia 31 de março, sexta-feira, às 18h, no terraço da Casa do Carnaval, no Centro Histórico de Salvador, com a presença de vários participantes do Festival, dos parceiros, patrocinadores e convidados.


O filme estará disponível no site do projeto a partir das 20h30 do mesmo dia.

O projeto é uma Realização da Rede Amo, com co-realização da Baiano – Eventos e Produções, que conta com o patrocínio da da Sociedade Hoteleira da Praça Castro Alves e da Prefeitura de Salvador, através do programa de incentivo à Cultura “Viva a Cultura” por meio da Fundação Gregório de Matos. O documentário tem ainda o copatrocínio da Prima e da TAP Air Portugal e o apoio do Camões – Instituto da Língua, da Embaixada de Portugal no Brasil e do Consulado-geral de Portugal na Bahia.



Serviço

Lançamento do Documentário Viva a Língua
Quando: 31 de março, 18h
Onde: Terraço da Casa do Carnaval
Evento exclusivo para convidados

Comments


bottom of page