top of page
site-sma.png

DEPOIS DE MARCAR O VERÃO COM CAMISA EM HOMENAGEM A GAL, BAIANADA LANÇA COLEÇÃO NO ANIVERSÁRIO DE SSA


Crédito: Leo Sá


Marca que vestiu Caetano Veloso no Festival de Verão, com uma camisa em homenagem a Gal Costa, a Baianada vai celebrar o aniversário de Salvador com o lançamento oficial da primeira coleção.


Além da peça com o nome de Gal estampado, outras três opções serão apresentadas: Nordeste, Abre Caminho e Baianada.

O projeto é de autoria da comunicóloga e produtora especialista em gestão na área social e cultural, Sora Oliveira, atenta ao viés pejorativo dado ao termo “baianada”, ao mesmo tempo que influenciada pela música homônima de Gordurinha, cantada pelos Doces Bárbaros no show de reencontro em 2002 (“um baiano, um coco; dois baianos, dois cocos; três baianos, uma cocada; quatro baianos, uma baianada”):


“A ideia do nome veio após uma noite eu estar assistindo pela milésima vez o documentário que registrou os bastidores do show e revi a cena de Bethânia cantando a música. Eu gargalhei e pensei: é isso”, explica Sora, que teve o apoio do designer Everton Marco (Dingo) para chegar às artes finais.


As camisetas, os primeiros produtos lançados pela marca, são artesanais e feitas por encomenda, com todo o atendimento personalizado pelo perfil https://www.instagram.com/vista_baianada/.


A camisa em homenagem a Gal vem ganhando destaque desde que Caetano Veloso usou na participação que fez no show de Gilberto Gil, no Festival de Verão deste ano - uma surpresa para a idealizadora da marca, amiga do artista.


“Ia entregar em mãos ou deixar na portaria e avisá- lo para fazer uma surpresa. Acabou que um amigo em comum foi o portador do presente e o resto da história é ele emocionado recebendo e contando da ideia de usar a camiseta no show. Mas não imaginávamos que seria aquela performance linda. Foi emocionante demais. Minha vida virou uma bagunça naquele mês. O Caetano transformou a minha camiseta-homenagem num souvenir precioso para as pessoas! No melhor e mais bonito souvenir do verão baiano em 2023. E que vai além disso. Aquele ato dele no palco é algo para a vida toda. É uma lembrança que não se esquece”, celebra Sora.

Além dele, outras personalidades brasileiras já usaram a peça. É o caso da jornalista do O Globo, Maria Fortuna; da diretora do filme “Meu Nome é Gal”, Dandara Ferreira, e da atriz Sophie Charlotte, que vai interpretar Gal no longa; da atriz e escritora Maria Ribeiro e do cantor Zé Ibarra.

Comentários


bottom of page