CONHEÇA CINCO DESTINOS PARA APROVEITAR O TURISMO GASTRONÔMICO NA BAHIA


Divulgação / Paula Paula - Pixabay


Você conhece o turismo gastronômico? O conceito deste segmento turístico faz parte da vivência da cultura local por meio de seus costumes culinários. A ideia é aproveitar a comida do destino, pratos típicos e regionais, com tranquilidade. Dessa forma, o viajante poderá apreciar a comida, perceber o sabor e ter uma percepção diferente.


A culinária baiana é uma das mais famosas e procuradas do Brasil. É uma fusão de cores e sabores. As Influências africanas, indígenas e portuguesas combinam a rusticidade e a sofisticação para trazer satisfação a diferentes gostos. Tudo isso contribui para a criação de um cardápio de prestígio que atende a todos os gostos e atrai visitantes de todos os cantos do país e outras partes do mundo.

A gastronomia é um dos fatores cruciais na hora de decidir o destino, seja nas férias, viagem em família ou com amigos. Portanto, é sempre aconselhável prestar atenção no tipo de comida da região.


O turismo gastronômico é destaque na Bahia, uma vez que muitos viajantes planejam viajar ao destino por conta da culinária, em busca de experimentar o acarajé e a famosa moqueca - alvo de imitações em outros estados - entre tantos outros.


Diante da riqueza cultural presente na culinária e de sua importância para Bahia, a reportagem do BNews Turismo entrevistou diversas pessoas relacionadas ao segmento e elencou alguns dos mais famosos e renomados restaurantes nos principais destinos gastronômicos do estado.


Maurício Bacelar, secretário de Turismo da Bahia, falou sobre o desenvolvimento do segmento.


"Temos apoiado uma série de eventos com foco na gastronomia, pois eles potencializam as atividades turísticas e destacam um diferencial do estado, que é a nossa rica culinária, influenciada por indígenas, portugueses e africanos", explicou o titular da Setur-BA.

De acordo com a Setur-BA, eventos gastronômicos são eficientes alavancas para desenvolver a economia nas 13 zonas turísticas da Bahia e minimizar os efeitos da sazonalidade, além de ser um meio de divulgação da história, cultura, produtos típicos e aspectos ambientais.


Procurada pela equipe de reportagem do BNews, Andréa Mendonça, secretária de Cultura e Turismo de Salvador, comentou que para fortalecer a gastronomia na cidade, a prefeitura desenvolveu o projeto "Donas do Sabor", voltado para as chefs e cozinheiras, divulgando assim, a rota gastronômica, um dos maiores símbolos do patrimônio cultural soteropolitano. "A iniciativa também contribui para que os turistas possam conhecer nossa culinária e permanecer por mais tempo em nossa capital, gerando economia e renda para a cidade",destacou.



Museu da Gastronomia Baiana


A culinária e a gastronomia na Bahia são tão importantes e representativas que a capital abriga o único museu do gênero da América Latina. Inaugurado em agosto de 2006, o Museu da Gastronomia Baiana (MGBA) é uma iniciativa do Senac-BA e fica localizado no Pelourinho. O museu busca avaliar os diferentes sistemas alimentares da Bahia nos contextos histórico, cultural, social e gastronômico.


Em 2021 o local passou por obras de requalificação, tendo sido reinaugurado em 2022. No restaurante-museu-escola, os visitantes podem saborear a rica variedade de pratos salgados e doces que atestam a culinária desde o Recôncavo ao Sertão baiano.


"O museu tem como objetivo dar ênfase ao patrimônio da alimentação, abordando questões da multiculturalidade e multietnicidade, além da difusão do conhecimento em relação aos sistemas alimentares da Bahia", comentou Ana Carla Pereira Sá, Coordenadora Operacional do Restaurante Escola do Senac Pelourinho em entrevista concedida ao BNews Turismo.

A gastronomia atua como um potencializador do turismo, atividade comercial e social que estimula o desenvolvimento das diversas localidades no país. Atualmente, pode-se dizer que a gastronomia também é um produto turístico, com roteiros gastronômicos, por exemplo. "A relação do turismo com a gastronomia é muito antiga", afirmou a Coordenadora.


Horários de funcionamento Museu da Gastronomia Baiana:


Exposição de Longa Duração: Segunda a domingo das 08 às 16:20, incluindo feriados

Espaço Café & Chocolate: Segunda a sábado das 08 às 16:20 (exceto feriados)

Restaurante Escola: Segunda a domingo das 11:30 às 15:30, incluindo feriados

Restaurante História & Sabor: Segunda a sexta das 11:30 às 15:30 (exceto feriados)



Roteiro gastronômico


A Bahia tem 417 municípios e 13 zonas turísticas. Dentro desse universo de riquezas naturais e diversidade cultural, de um povo receptivo e atencioso, podemos destacar a importância da gastronomia regional e comida afetiva de diversas localidades do estado. Por isso, o BNews preparou uma lista com alguns dos destinos que se destacam quando o assunto é turismo gastronômico.



SALVADOR


Salvador é um dos principais destinos turísticos do Brasil e se destaca pela música, arquitetura, cultura, belezas naturais e, sobretudo, gastronomia. A primeira capital do país tem fortes laços africanos, além da influência dos indígenas e portugueses, o que acaba influenciando diretamente na culinária local, dando um toque especial à gastronomia.


Em Salvador, dois ingredientes são de suma importância para a gastronomia: o azeite de dendê, utilizado para fazer o famoso acarajé e tantas outras receitas, e a pimenta, para dar aquele gosto picante e intenso nos pratos regionais. E, com certeza, estão presentes em abundância nos restaurantes locais.

Ó paí, ó

Largo Terreiro de Jesus, 4 - Pelourinho

Especialidade da casa: Moquecas

Valores giram em torno de R$ 100


Localizado em um dos pontos turísticos mais famosos da Bahia, o "Ó paí, ó" recebe baianos e turistas em suas instalações. O ator e empresário Érico Brás, dono e idealizador do projeto, falou ao BNews Turismo sobre as influências da gastronomia de seu restaurante.


"O local trabalha com pratos típicos da Bahia, que preservam a culinária afro-baiana, com a sofisticação de alguns pratos diretamente do terreiro para o restaurante", comentou

Os turistas que ficam curiosos para conhecer de perto o tempero baiano, podem procurar o "Ó paí,ó".


Zanzibar


R. Direita de Santo Antônio, 60-B - Santo Antônio Além do Carmo

Especialidade da casa: Fufu Inhá (feito com peixe em posta, ao molho de gengibre, frito no dendê, com uma farofa de inhame acompanhado de uma salada a vinagrete e quiabo cozido)

Valores variam de: R$ 98 a R$ 160.


Pedro Alves Santos, sócio de Ana Cecília, dona do restaurante Zanzibar, explicou que o grande chamariz de turistas para o restaurante são as novidades: "o movimento de clientes de fora do estado funciona a partir do momento que eles têm uma gastronomia diferente para conhecer".



RéRestaurante Dona Suzana


R. da Conceição da Praia, 1294-1490 - Comércio

Especialidade da casa: Moquecas

Valores variam de R$ 40 a R$ 100.


O RéRestaurante, que tem esse nome por conta da leve gagueira da dona Suzana, ficou bem famoso após aparecer em um episódio da série documental da Netflix "Street Food América Latina". O estabelecimento teve um "boom" depois da aparição no documentário, com muitos turistas e até mesmo soteropolitanos interessados em experimentar a moqueca da simples e simpática cozinheira.



Pelô Bistrô


Hotel Casa do Amarelindo - R. das Portas do Carmo, 6 - Pelourinho

Especialidade da casa: Camarão Tailandês com castanha de caju e arroz de coco

Valores variam de R$ 69 a R$ 98



O Pelô Bistrô trabalha com uma culinária contemporânea, utilizando como base a cultural local, com influências francesas e asiáticas, na tendência "fusion food". Didier Ounnas, dono e gerente do estabelecimento, ressaltou que o turismo gastronômico é uma tendência ainda em ascensão na capital baiana: "o turismo gastronômico ainda está no início em Salvador".


Ounnas ainda ressaltou que "mesmo que tenham turistas para experimentar a culinária local, na maioria das vezes eles vão optar pelos clássicos, como a moqueca".



Restaurante Sorriso da Dadá


R. Frei Vicente, 05 - Pelourinho

Especialidade da casa: Moquecas

Valores variam de R$20 a R$ 180


O restaurante da Dadá, no Pelourinho, tem um pouco de tudo. É possível comer desde moquecas até carnes, ensopados e feijoadas. Segundo Dadá, dona do estabelecimento e uma das quituteiras mais famosas do Brasil, o turismo gastronômico é muito importante para o local, já que "90% do público do restaurante são turistas que vieram conhecer Salvador".



Casa de Tereza


R. Odilon Santos, 45 - Rio Vermelho

Especialidade da casa: Moqueca baiana e Bobó de Camarão

Ticket Médio por pessoa: R$ 160 (alimentação e bebida inclusas).


O restaurante Casa de Tereza é um dos mais procurados, tanto pelos soteropolitanos quanto pelos viajantes. É um estabelecimento que representa a cultura da Bahia. "É natural que os viajantes queiram experimentar a comida baiana", comentou Tereza Paim, dona do estabelecimento.



Cantinho da Jô

Vila Brandão, Graça

Especialidade da casa: Moqueca de camarão com polvo (Camapolvo)

Valores variam de R$ 44 a R$ 88.


O restaurante da Dona Jô é um daqueles cantinhos de Salvador que dão gosto de conhecer. Além do cardápio super elogiado, a vista do Cantinho da Jô é espetacular. A experiência gastronômica de comida regional fica muito mais agradável quando acompanhada pela bela vista da Baía de Todos-os-Santos. O resultado dessa junção é fila de espera a depender do dia e hora. Então, quando for conhecer o Cantinho da Jô tente chegar com antecedência para degustar a famosa moqueca de aratu com mamão verde ou a moqueca vegana de banana da terra com maxixe.



Acarajé da Cira

Itapuã e Rio Vermelho

Especialidade da casa: Acarajé e Abará

Valores variam de R$ 9 a R$ 15.


A culinária baiana atrai muita gente não só do Brasil, mas de vários outros países, à nossa cidade. O turismo gastronômico aqui é recheado de cores, sabores e sensações, e quase sempre com uma pitadinha de dendê, afinal, o acarajé é o quitute mais conhecido do nosso estado pelos visitantes.


"Recebemos gente de todos os lugares do mundo em busca de uma experiência sensorial completa e marcante. São mais de 50 anos da nossa saudosa Cira dedicados aos famosos bolinhos fritos no azeite de dendê", disse Juçara Santos, que é filha de Cira e está à frente dos tabuleiros da famosa baiana.

"Já fomos premiados como 'o melhor acarajé de Salvador' e o reconhecimento de Cira ganhou o mundo, então muitos turistas nos procuram para experimentar 'o que é que a baiana tem'. E muita gente de outros estados chega, através das redes sociais, dizendo que, assim que vier pra Bahia, vai em um dos tabuleiros experimentar as iguarias", completou.

Juçara também falou da importância da localização estratégica dos tabuleiros da Cira: "nossos tabuleiros estão situados em bairros boêmios, o Rio Vermelho e Itapuã, repletos de atividades para todos os gostos. Então uma visita ao Acarajé da Cira propicia uma explosão de sabores e sensações, com muita gastronomia local, belezas naturais e a axé do povo baiano".


.

ITACARÉ

O turismo gastronômico é muito importante para Itacaré, já que o destino alia as belezas naturais e à gastronomia. A charmosa cidade possui tanto restaurantes mais sofisticados, quanto os mais simples, mas que entregam a mesma qualidade e serviço.


José Alves, secretário de Turismo de Itacaré, falou ao BNews Turismo sobre a influência da gastronomia no destino.


"Temos uma expectativa alta de que o turismo gastronômico cresça cada vez mais, favorecendo o turismo da cidade", afirmou.

Itacaré já está consolidada no cenário nacional quando o assunto é gastronomia. Segundo Alves, existe uma grande expectativa de que este segmento cresça cada vez mais na cidade e na região como um todo. "Não é à toa que já realizamos nove festivais gastronômicos", ressaltou o secretário.



Restaurante Núúh Bistrô


R. Pedro Longo, 425 - Pituba, Itacaré

Especialidade da casa: Filé de peixe pescado na Bahia, com purê de maçã, batatas cozidas no azeite e molho verde

Ticket Médio por pessoa: R$ 120 (incluindo entrada, prato principal e sobremesa).


O restaurante é um dos mais famosos de Itacaré e promove uma experiência não apenas para matar a fome, mas também viver o momento. Em entrevista concedida ao BNews Turismo, Margarida Cláudia, empresária e sócia do estabelecimento, comentou que foi responsável pela gastronomia e drinks do programa de TV, "De Férias com Ex", da MTV,, produzido na cidade.


.

Restaurante Mediterrâneo


R. Pedro Longo, 239-299, Itacaré

Especialidade da casa: Spaghetti mediterraneo com frutos do mar, Peixe do dia alla siciliana e Lagosta grelhada

Valores variam de R$ 40 a R$90.


O restaurante funciona há 10 anos em Itacaré, com uma culinária mediterrânea, como já diz o nome, com massas, risotos, peixes, frutos do mar e carnes. O empresário Dario Monizza, dono do estabelecimento, falou sobre a tendência: "o turismo gastronômico cresceu muito nos últimos anos".



Restaurante Manga Rosa


R. Pedro Longo, 249 - Pituba, Itacaré

Especialidade da casa: Filé de Peixe com Camarão Pistola, ao molho de especiarias, acompanhado por arroz de açaí e banana da terra

Valores variam de R$ 40 a R$ 90.


Entre os diversos restaurantes localizados em Itacaré, destaca-se o Manga Rosa, que tem o seu cardápio assinado pelo chef Fred Paiva. O estabelecimento tem uma culinária local forte, priorizando ingredientes locais na elaboração dos seus pratos. "Os nossos turistas ficam felizes ao consumir produtos regionais", comentou Fred Paiva, ao BNews.



PORTO SEGURO


Porto Seguro é nacionalmente conhecida por ser um destino de praia, que dispõe de exuberante beleza natural e estabelecimentos aconchegantes, que tornam a experiência dos viajantes ainda mais completa. Entretanto, a cidade também é famosa por ser um ótimo lugar para aproveitar a culinária. "A gastronomia de Porto Seguro impulsiona o turismo local", afirmou Paulinho Toa Toa, vice-prefeito e secretário de Turismo da cidade.


Lorena Schnitzer, proprietária do restaurante Cabana Malibu, famoso estabelecimento em Porto Seguro, também falou ao BNews Turismo sobre a importância do segmento para a cidade.


"O turismo gastronômico de Porto Seguro vem a cada ano que passa estimulando mais os restaurantes da cidade, assim como o nosso, a melhorar cada vez mais o seu produto", comentou.

Gallo Restaurante


Rua Virgílio Damásio, 25 - Centro, Porto Seguro

Especialidade da casa: Maravilhas do Mar – lula, camarão, lagosta, polvo e peixe

Valores variam de R$ 80 a R$ 227,90.


O Gallo é um dos restaurantes mais conhecidos e recomendados do destino, com uma gastronomia singular, que transita desde a cozinha de boteco até os pratos mais requintados. O local possui arquitetura que conta com um deck sobre o Rio Buranhem e traz uma vista singular do manguezal, onde também é possível contemplar um belo pôr-do-sol.



Cabana Malibu


Praia de - Av. Beira Mar, 5004 - Taperapuan, Porto Seguro

Especialidade da casa: Moqueca de peixe com camarão

Valores variam de R $29 a R$ 120.


O restaurante é bastante reconhecido em Porto Seguro e já recebeu três premiações em dois eventos do Festival Raízes, importante feira da gastronomia baiana. "O festival Raízes foi de muita valia para a Cabana Malibu. O evento movimentou nossa cozinha e o bar na criação de pratos e drinks que hoje fazem parte do nosso cardápio", ressaltou Lorena Schnitzer, proprietária do estabelecimento.



Gambero Gastronomia


Av. Beira Mar, 9998 - Mutá, Porto Seguro

Especialidade da casa: Polipo alla palermitana

Ticket Médio por pessoa: R$ 80.


Com o slogan "uma nova experiência gastronômica à beira mar'', o Gambero traz uma proposta diferenciada. O restaurante trabalha com a alta cozinha brasileira e italiana. Segundo o chef Alex Gregory, dono do estabelecimento, "os bons restaurantes estimulam o turismo gastronômico" na localidade. "Antes as atrações turísticas eram apenas as lindas paisagens", completou Gregory.


.

LENÇÓIS


Lençóis é um destino muito famoso por conta do ecoturismo e do turismo de aventura, mas, além disso, é uma cidade que se destaca pela culinária, com uma variedade de opções muito grande.


Engana-se quem pensa que só existem trilhas para rios, grutas e cachoeiras em Lençóis. Na cidade, que é a principal porta de entrada da Chapada Diamantina, é impossível não visitar as opções gastronômicas maravilhosas durante a estadia.


"A melhor dica gastronômica em Lençóis é reservar tempo para experimentar o maior número de lugares que for possível", comentou Laura Garcia, secretária de Turismo de Lençóis, ao ser perguntada sobre o turismo gastronômico na cidade.

A secretaria também afirmou ao BNews Turismo que a cada dia em Lençóis vale a pena se programar para experimentar uma culinária diferente.


"É possível degustar da cozinha italiana, japonesa, árabe e também das tradições locais", destacou.

Restaurante Fundo de Quintal


R. Voluntários da Pátria, 83 - Centro, Lençóis

Especialidade da casa: Galinha caipira

Valores variam de R$ 60 a R$ 130.


O restaurante trabalha com cozinha brasileira e é bem popular na cidade pelo custo benefício que oferece e pelo bom atendimento ao cliente, além do fácil acesso, já que está localizado no centro da cidade.


Restaurante Quilombola


R. das Pedras, 89 - Lençóis

Especialidade da casa: Apanhari assado na folha de bananeira e o Godó de banana

Valores variam de R$ 89 a R$ 140.



O Quilombola é especializado na culinária baiana e regional, uma vez que sua dona vem da comunidade quilombola do Remanso, que pertence ao município de Lençóis e vive do turismo e da pesca. "Os pratos principais são compostos por produtos locais, o que chama atenção dos turistas", destacou Marco Cesar Sarno, gerente do restaurante.



Restaurante Cozinha Aberta


Av. Rui Barbosa, 42 - Centro, Lençóis

Especialidade da casa: Spaghetti crocante de cacau com camarão e pesto de hortelã

Valores variam de R$ 40 a R$ 80.


O estabelecimento trabalha com o conceito "Slow Food", que foca em ingredientes locais e orgânicos. Deborah Doitschinoff, dona do restaurante, disse ao BNews que elabora pratos com tendências orientais, com inspirações tailandesas e indianas.



PAULO AFONSO


A gastronomia de Paulo Afonso vem crescendo cada vez mais. Rica em variedade de produtos, transita por pratos regionais como carne de sol, macaxeira, batatas, carne de carneiro, bode, buchada, sarapatel, cuscuz entre outros. Além dos pratos regionais, os diversos restaurantes da cidade oferecem outras opções, como comida oriental de excelente qualidade, por exemplo.


"O município conta com uma escola técnica de gastronomia que já formou mais de nove turmas, e com isso o valor gastronômico da cidade cresceu bastante. Já foram realizados vários festivais gastronômicos, feiras e eventos engrandecendo a culinária do destino", ressaltou Clicia Nascimento, secretária de Turismo interina de Paulo Afonso, à reportagem do BNews.


Santuário Gastrobar


Prainha II, Paulo Afonso

Especialidade da casa: Fettuccine de camarão e Tilápia ao molho camarão

Valores variam de R$ 29,90 a R$ 112,00.


O Santuário é um restaurante bastante conhecido por sua culinária ligada aos frutos do mar, "mas também oferece pratos contemporâneos", informou José Nilton, gerente do Gastrobar. O local ainda dispõe de uma bela vista para o rio São Francisco, o "velho chico", como é popularmente conhecido.


Rancho da Carioca


Travessa Velho Chico - 581, Balneário Prainha, Paulo Afonso

Especialidade da casa: Filé de Tilápia ao molho do engenho

Valores variam de R$ 59,70 a R$ 150,00.


O restaurante é especializado na culinária local, sendo que diversos pratos servem tilápia como elemento principal, já que é um peixe bastante comum na região.


"O turismo gastronômico tem uma influência positiva aqui no estabelecimento, pois muitos dos turistas que vêm a Paulo Afonso em busca de boa culinária acabam visitando nosso restaurante pelo capricho nos pratos", afirmou Raphael Tenório, dono do Rancho da Carioca, em entrevista concedida ao BNews Turismo.

Ainda segundo Raphael, "a influência do turismo gastronômico poderia ser melhor, mas o turismo da região vem decaindo nos últimos tempos por falta de incentivo".



Restaurante Tambaú


R. Juazeiro, 95 - Chesf, Paulo Afonso

Especialidade da casa: Comida regional

Valores variam de R$ 16,00 a R$ 49,90.


O local é especializado em comida regional e também trabalha como churrascaria. De acordo com Ramóm Torres, administrador do restaurante, "o turismo gastronômico se destaca na região e é importante para o estabelecimento, mesmo com o baixo movimento turístico em Paulo Afonso". O administrador ainda disse que a "cidade está morta" quando o assunto é turismo.


As opções citadas acima são apenas algumas das muitas que a Bahia oferece. São muitas cidades onde a gastronomia atua como mola propulsora do turismo e, também, favorece a economia. Além das cidades e restaurantes que figuram a matéria, vale pesquisar e conhecer cada cantinho da Bahia onde é possível encontrar grande riqueza cultural e, claro, gastronômica.




Fonte: https://www.bnews.com.br/noticias/turismo/conheca-cinco-destinos-para-aproveitar-o-turismo-gastronomico-na-bahia.html


3 visualizações0 comentário