CONFIRMADOS DOIS NOVOS NAUFRÁGIOS CONTROLADOS NA BAÍA DE TODOS-OS-SANTOS


Foto: Camila Souza/GOVBA

Em cerimônia realizada nesta quarta-feira (27), no 2° Distrito Naval, no Comércio, em Salvador, a Marinha assinou o termo de doação do casco do navio-varredor “Anhatomirim” para a Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA). A embarcação de 47,5 metros de comprimento foi desativada em 2016.


A estrutura que restou será afundada na Baía de Todos-os-Santos, pelo Governo do Estado, por meio da Setur, para o fomento do turismo de mergulho na região. Representantes do trade turístico, da Fundação Baía Viva e da Associação dos Mergulhadores Recreativos da Bahia (Amerb) participaram da cerimônia.


“É uma satisfação para a Marinha dar essa contribuição ao turismo baiano, com a doação desse navio que atuou em operações de contramedidas de minagem e mapeamento do fundo oceânico”, declarou o comandante do 2° Distrito Naval, vice-almirante Humberto Caldas da Silveira Junior.

Durante o ato, a Setur anunciou que o ferry-boat Juracy Magalhães, que está fora de circulação, será afundado na Baía de Todos-os-Santos também. Em 2020, o ferry Agenor Gordilho e o rebocador Vega passaram pelo mesmo processo. Os naufrágios controlados seguem recomendações dos órgãos ambientais e são feitos através de licitação.


“Os navios afundados são livres de peças e materiais poluentes. Eles se transformam em um habitat artificial de vidas marinhas e são atrativos do turismo de mergulho. Vamos abrir a licitação para realizar as duas operações, com estudos ambientais e escolha da melhor localização no mar. Os naufrágios deverão ser realizados até o fim do ano”, explicou o titular da Setur, Maurício Bacelar.

No fundo da baía, ainda se destacam três embarcações de naufrágios históricos: Galeão Sacramento (1668), Vapor Maraldi (1875) e Clipper Backdader (1905). A região oferece também roteiros turísticos de contemplação de recifes, fora das áreas onde estão os navios.


“Nossa baía tem uma biodiversidade singular e naufrágios próximos do continente, o que favorece o turismo subaquático. Essa iniciativa da Setur-BA é muito bem-vinda, porque vai impulsionar bastante o segmento. Com esse avanço, poderemos preparar Salvador para ser a capital mundial do mergulho urbano”, pontuou o presidente da Amerb, Igor dos Reis Carneiro.
2 visualizações0 comentário